• Sertãozinho: 16 3942 7113 / Ribeirão Preto: 16 3963 6500
  • Seg - Sex.: 07h às 19h
26/03/2021
Imagem: gpointstudio, de envatoelements Imagem: gpointstudio, de envatoelements

A disfunção erétil (DE) é um problema bastante comum que atinge cerca de 45% dos homens no Brasil. É a incapacidade de obter ou manter uma ereção o suficiente para ter relações sexuais. Às vezes, é chamada de impotência, embora esse termo agora seja usado com menos frequência.

Em comparação com outros distúrbios sexuais, os médicos também observam e diagnosticam a disfunção erétil a longo prazo, o que significa que ao menos uma vez na vida todo homem pode apresentar disfunção erétil. No entanto, quando os homens enfrentam dificuldades para desenvolver ou manter uma ereção por períodos consecutivos, eles precisam considerá-las um sinal de DE.

Muitos homens passam por isso em momentos de estresse. A DE frequente, pode ser um sinal de problemas de saúde que precisam de tratamento. Também é um sinal de dificuldades emocionais ou de relacionamento que necessitam ser resolvidas por um profissional.

Você também deve saber que a DE pode se expor de duas maneiras. Ela pode atuar como uma condição congênita, ou seja, estar presente no nascimento, mas não é herdada dos pais. Por outro lado, pode ser um sintoma secundário a um distúrbio mais sério, localizado por baixo.

Uma bomba peniana é um dos vários tratamentos não medicamentosos para a disfunção erétil. Esses dispositivos podem ser relativamente fáceis de operar. É importante que você tome precauções, no entanto, pois há um pequeno risco de danos ou efeitos colaterais do uso impróprio.

O que pode causar DE?
Quando se trata de disfunções de natureza sexual, é preciso ter em mente que o sexo, como processo, envolve dois níveis: físico e psicológico. Por esse motivo, os distúrbios sexuais geralmente se desenvolvem com base na existência de problemas nesses dois níveis.

Do ponto de vista físico, condições e problemas com órgãos como o coração, vasos sanguíneos obstruídos, colesterol alto, pressão alta, diabetes, gordura corporal ao redor da cintura e/ou obesidade, testosterona baixa podem causar disfunção erétil.

Da perspectiva psicológica, estresse e problemas de saúde mental estão envolvidos no desenvolvimento desta condição. Além disso, o abuso de substâncias, como o tabagismo ou o alcoolismo, afeta a saúde sexual dos homens e pode levar à DE em conjunto com os fatores mencionados acima.

Na maioria dos casos, esses fatores são responsáveis por problemas mais sérios que ainda não se manifestaram por completo, e a DE atua como seu sintoma. Por esse motivo, o tratamento da disfunção erétil geralmente tem uma abordagem complexa.

A boa notícia é que existe tratamento para DE e dependerá da causa subjacente. Você pode precisar usar uma combinação de tratamentos, incluindo medicamentos ou psicoterapia.

Uma bomba peniana pode não ser a escolha certa para alguém com disfunção erétil leve e pode não ser eficaz para disfunção erétil grave. Mas se você foi diagnosticado com DE moderada, o uso da bomba pode ser uma opção de tratamento sem drogas a se considerar.

Condições como a DE não desaparecem e podem evoluir para problemas mais sérios, se não tratadas. No entanto, há um amplo leque de opções disponíveis para curar a DE, o que significa que há um amplo leque de chances de se sentir feliz e satisfeito em sua vida pessoal.

fonte: Portal Veneza